Culinária da Terra

Feira de Produtores do MST trazem sabor e riquezas culinárias a Minas

A capital mineira recebe a partir desta quarta-feira, 20, produtos de todos os cantos do país. São mais de 200 toneladas de alimentos para comercialização, de pequenos produtores, todos agroecológicos, orgânicos, artesanatos, agroindustrializados ou in natura.

Uma das atrações principais é o Café Guaií, do Sul de Minas Gerais. O famoso cafezinho mineiro é produzido por quinhentas famílias, de três assentamentos e onze acampamentos, que vivem e trabalham na terra desde 1996. O estado que será palco do Festival Nacional também é produtor do mel e da cachaça Veredas da Terra, que vem da região onde se produz as melhores cachaças do Brasil, o Norte de Minas. Uma das floradas de mel mais apreciadas vem da árvore Aroeira, típica do cerrado e preservada nos assentamentos localizados no Norte e no Jequitinhonha. De lá também serão comercializados açúcar mascavo, rapadura, geleia de umbu e o saboroso doce de castanha de baru.

Estão presentes também na feira produtores de 25 estados distribuídos em mais de 100 cooperativas, 96 agroindústrias e 2 mil associações. No espaço você encontra feijões,  fava sucupira, graviola, mel, cacau in natura e torrado, cachaça, café além de variadas frutas e verduras por preços bem acessíveis.

Segundo o dirigente nacional do MST, Ênio Bohnenberger, após uma pesquisa de mercado foi constatado que os produtores estão vendendo em médio 10% mais barato do que os preços normais. “Isso levando em conta que todos os nossos produtos são sem agrotóxicos”, destaca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Riqueza de sabores


Pratos típicos brasileiros, como: Pato no Tucupi, Churrasco de Bode, Tapioca, Acarajé (Da Maria José, que estava uma delicia – R$10), Frango com Pequi, Arroz de Carreteiro e o famoso tropeiro também fazem parte do espaço gastronômico: “Culinária da Terra” e podem ser degustados na feira de produtores da Reforma Agrária que ocorre até o dia 24 de julho na Serraria Souza Pinto, na capital.

O evento é gratuito e tem o objetivo de fomentar a produção cultural e artística do campo brasileiro. A programação reunirá a cultura  presente nos assentamentos da Reforma Agrária. Além do espaço gastronômico, os visitantes podem visitar as instalações de artes plásticas e intervenções cênicas e participar de shows gratuitos com atrações regionais e nacionais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

#participe!
Feira dos Produtores do MST
A feira está aberta das 7h às 21h.
Serraria Souza Pinto
Av. Assis Chateaubriand, 890 – Centro, Belo Horizonte

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s