Festival Fartura transforma BH na Capital brasileira da Gastronomia

Com  o objetivo de tornar público aquilo que é nosso e que faz parte da nossa cultura, o Festival Fartura trouxe para Belo Horizonte produtos de Norte a Sul do Brasil. Durante três anos, a Expedição Fartura percorreu 48 mil quilômetros mapeando ingredientes, produtos e pratos típicos brasileiros de 16 estados e o Distrito Federal.

No sábado (27), a gastronomia reuniu mais de 5 mil pessoas na Praça José Mendes Júnior, entre a Rua da Bahia e o Palácio da Liberdade, na primeira edição do Festival Fartura na Capital. Chefs renomados de todo país como Mara Salles (Tordesilhas/SP), Alberto Landgraf (Epice/SP), Thomas Troisgros (Olympe/RJ) e Lia Quinderé (Sucré Patisserie/CE), marcaram presença no evento.

Em um ambiente agradável o público ficou à vontade para curtir a programação, com músicas, pratos e bebidas de qualidade. O Ingrediente da Vez teve a oportunidade de estar presente no evento de estrutura inquestionável, participando de oficinas, palestras e degustações.

Oficinas

De comida asiática a cozinha italiana, a programação educacional no espaço interativo do SENAC foi uma das atividades mais concorridas do evento.

Comandada pela Chef mineira Paula Cardoso (Haüs Muchen e Albanos), a oficina de Cozinha Alemã foi o destaque da tarde, com a preparação da Salada de Batata com rosbife de filé (receita). Os Chef Leonardo Paixão, Beto Haddad e Guilherme Melo, também passaram pelo espaço preparando e ensinando o melhor de suas cozinhas.

IMG_9034

Pratos e Chefs

Prato: BarreadoIMG_8967
Chef: Mara Salles Simon
Restaurante: Tordesilhas (SP)

Nas duas últimas semanas estava estudando sobre a cozinha brasileira e as manchas gastronômicas, até escutar o nome da Chef Mara Salles, do restaurante Tordesilhas, que trabalha de forma espetacular o conceito da comida brasileira.

A Chef é uma senhora encantadora e super simpática. O típico prato Barreado que ela trouxe para o evento me encheu de dúvidas (boas) na segunda garfada: “Que sabores são esses?”. O charme do prato começa no preparo. A carne que é cozida lentamente junto com todos os ingredientes por mais de 10 horas, deixa a carne suculenta e rica em sabor.

O Barreado que é um prato açoriano, difundido no país por imigrantes que se fixaram no Paraná, tem esse nome devido ao lacre feito com farinha de mandioca e água, utilizado para vedar a panela – transformando-a em uma panela de pressão. O lacre, assim chamado, só pode ser retirado após as 12 horas de cozimento.

O prato estava delicioso. Foi servido com banana da terra e farinha. O Ingrediente em destaque foi o cominho em pó, utilizando na preparação.

IMG_9118

Prato: Caldinho de Feijão, vinagrete de barriga de porco curada com biju de milho
Chef: Alberto Landgraf
Restaurante: Epice (SP)

Um caldinho de feijão temperadinho.  Era a primeira impressão, até surgir uma boa colher de vinagrete de barriga de porco com um biju torradinho. Sinceramente, o prato me surpreendeu. A combinação dos ingredientes e a textura do vinagrete no meio do feijão foram de raspar o prato.

Um dos expoentes da nova geração de cozinheiros brasileiros, o jovem e premiado chef Alberto Landgraf com a mão suja de feijão de: “estou cozinhando” e a equipe boa de prosa deixou à tarde ainda mais agradável. O destaque do prato foi a combinação de ingredientes para compor a vinagrete.

IMG_9057

 

Prato: Pappardelle Alla Marmmana (pasta de grano duro com ragu de lingüiças em redução de Malbec)
Chef: Domenico Cardamuro
Restaurante: Domenico Pizzeria e Trattoria (BH)

O Domenico comanda uma das mais tradicionais casas italianas do Brasil, eleita pela revista Veja 2014, como a melhor pizzaria da cidade. O chef preparou para o evento uma rica pasta que de longe atraia olhares.

Andando pelas mesas do evento, deparei-me com um suculento prato de cor avermelhada. Interrompemos o ‘jantar’ da mesa para saber qual era o prato. Após escutarmos: “Está delicioso”, não hesitamos e escolhemos a pasta. Sim! Estava delicioso, caprichado e a redução de Malbec foi o destaque do prato.

IMG_9178

Palestras, cozinha ao vivo e produtores

Cachaça
O diretor de marketing do ExpoCachaça, José Mendes Ferreira, apresentou em sua palestra “Cachaça: o espírito mineiro” as variações da cachaça, dando destaque a valorização do produto. Segundo Ferreira, devemos abrir nossas cabeças, temos um leque de produtos ricos mineiros. Para enfatizar os ricos produtos mineiros, o diretor colocou em degustação: o Canavino (Vinho de Cachaça), o Licor de Café 1727 e a cachaça Famosinha de Minas do Alambique Vale Verde mostrando a diversidade da bebida.

IMG_9099

Entre os estandes dos produtores o Bolo do de Rolo de Pernambuco, o Cacau, da Bahia e o Café Sabor Real de Minas, tiveram o seu encanto, e os 11 mil ingressos disponibilizados para o evento esgotaram-se na sexta-feira, 26. Ao todo, foram arrecadadas mais de 10 toneladas de alimentos e R$ 15 mil em doações para o Sevas (Serviço Voluntário de Assistência Social).

Fotos: Ingrediente da Vez

Anúncios

Uma resposta para “Festival Fartura transforma BH na Capital brasileira da Gastronomia

  1. Pingback: Diversidade Gastronômica no Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes | Ingrediente da vez·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s